A cidade de Carrara, na Itália, homenageará o pintor Michelangelo Buonarroti com um museu, o “Carmi”. A exibição ficará na “Villa Fabbricotti”, edifício antigo reformado recentemente por iniciativa da prefeitura

O projeto visa celebrar a ligação entre o artista e a cidade toscana, que nasceu com a primeira viagem de Michelangelo, em 1497, quando ele tinha 22 anos, e foi interrompida bruscamente em 1518, com sua transferência forçada para Seravezza, por imposição do papa Leão X, para dar início à exploração das novas pedreiras da Opera di Santa Maria del Fiore, entidade responsável pela Catedral de Florença.

Haverá uma mostra permanente no “Andar Nobre”, centrada na figura do pintor e com seis áreas temáticas, em um percurso que mostra a reprodução de Moisés e hologramas de David e da Pietà, além de vídeos, fotos, gravuras e documentos históricos.

Já no “Andar Terra”, haverá uma seção para contar a história da mansão, além de duas salas dedicadas a produções cinematográficas que contam a relação entre Michelangelo e Carrara, cidade de onde ele tirava o mármore para suas esculturas.

O museu será inaugurado em 2 de junho. (Agência ANSA)