As cidades de Milão, Turim e Cortina d’Ampezzo estão na briga

(ANSA)

A candidata da Itália para sediar os Jogos Olímpicos de Inverno de 2026 será definida no próximo dia 10 de julho. Milão, Turim e Cortina d’Ampezzo estão na briga.

Segundo o presidente do Comitê Olímpico Nacional Italiano (Coni), Giovanni Malagò, a postulante será escolhida durante a próxima reunião do conselho da entidade. “Não temos muito tempo, alguns meses, para apresentar uma candidatura, que depois será oficializada na sessão do COI [Comitê Olímpico Internacional] em Buenos Aires, em outubro”, disse o cartola.

As três cidades estão em uma lista prévia enviada ao COI, mas o processo de definição ficou paralisado pela demora na formação de um novo governo na Itália – o gabinete chefiado pelo primeiro-ministro Giuseppe Conte tomou posse apenas em 1º de junho.

A escolhida entre Milão, Turim e Cortina d’Ampezzo disputará o direito de sediar os Jogos de 2026 com Calgary (Canadá), Graz (Áustria), Estocolmo (Suécia), Erzurum (Turquia) e Sapporo (Japão). Sion, na Suíça, também estava na briga, mas os eleitores do cantão de Valais rejeitaram a candidatura em referendo realizado no último domingo (10).