Por causa do aumento do nível do rio, ocasionado pelas chuvas fortes, a cidade italiana solicitou a evacuação dos moradores

Com o rompimento do dique de Brescello, nesta terça-feira (12), mais de mil moradores precisaram sair da cidade.

O dique controlava o fluxo do rio Enza na cidade italiana, localizada na região da Emília-Romana, ao norte da Itália.

Segundo a Ansa, as águas invadiram o centro industrial que fica no bairro de Lentigiano e a área habitada.

A Proteção Civil e os bombeiros estão colaborando com a evacuação, utilizando barcos e até helicópteros para retirar os moradores com segurança.

A estrada que leva à comuna, statale 63, também foi atingida pelas águas e teve seu tráfego interrompido.

Neve e chuvas fortes

A evacuação em massa é um reflexo do mal tempo que tomou a Itália, trazendo chuvas fortes e neve desde domingo (10).

Por causa das chuvas e principalmente das nevascas houve uma série de problemas pelas cidades italianas, especialmente nos transportes.

Em algumas cidades, a circulação de trens e barcos foi suspensa temporariamente, além dos atrasos nos voos.

Desde então a vigilância em algumas áreas, como no nordeste e norte do país foram reforçadas.

Até o momento nenhuma morte foi confirmada

Apesar de não haver vítimas até o momento, a polícia ainda procura pelo ex-prefeito de Vogogna, Marco Zago, 50 anos que desapareceu há três dias, após ir esquiar pela região.

De acordo com a Ansa, as autoridades orientaram aos moradores de áreas baixas da cidade que deixem suas moradias e se abriguem em casas de amigos e parentes.