Cidadãos elegeram neste domingo (4) coalizão entre M5S e Liga

DA ANSA

A bolsa de valores de Milão amanheceu em queda nesta segunda-feira (5) depois que o voto antissistema venceu as eleições legislativas da Itália deste domingo (4).

O índice FTSE MIB está marcando um declínio de 1,83%. As ações mais atingidas foram as de bancos italianos, como o Unicredit (-2,66%), Intesa (2,31%) e o BPM (5,95%). No entanto, o banco mais antigo da Itália, o Monte dei Paschi di Siena, opera controlado na pré-abertura dos mercados.

A Mediaset está entre as empresas que teve queda acentuada. Mas, está se recuperando lentamente.

No entanto, na Europa, em geral, as bolsas estão operando de uma maneira positiva, em um momento que o mercado ainda digere os resultados das eleições italianas.

As bolsas de Paris, Madri e Londres estão subindo em 0,35%, 0,11% e 0,33%, respectivamente. Já em Lisboa, o índice Euro Stoxx 600 estava em alta (0,21%) para 367,82 pontos. Somente as de Frankfurt e Milão estão em sentido ao contrário, apresentando queda.

Ontem (4), cerca de 50 milhões de pessoas foram às urnas para votar nas eleições do país, que formarão um novo Parlamento e governo. A coalizão do populista Movimento 5 Estrelas (M5S) e a ultracionalista Liga do Norte conquistaram a maioria dos votos.