O ex-primeiro-ministro da Itália Silvio Berlusconi afirmou nesta quinta-feira (1º) que retomará a campanha para as eleições de 4 de março na segunda-feira (5), após uma breve pausa por causa do “estresse”

Em entrevista a uma rádio local, o ex-premier negou rumores sobre problemas de saúde e garantiu que está “bem”. “Tive alguns dias muito corridos e dolorosos por causa das listas, a dor vem das exclusões [de candidatos] que tivemos de fazer, mas estou bem, segunda-feira retomarei a campanha eleitoral”, declarou.

Berlusconi destacou que trabalhou várias horas por dia para definir as listas de candidatos da direita para as eleições de março, o que foi muito “estressante”.

Inelegível até 2019, Berlusconi pode voltar a dar as cartas na Itália após as eleições de março, já que as pesquisas apontam que a coalizão de direita lidera a preferência do eleitorado no momento, embora sem os números para ter maioria no Parlamento.

Dentro dessa aliança, o partido do ex-premier, o conservador Força Itália (FI), é o preferido, em disputa apertada com a ultranacionalista Liga Norte. (ANSA)