O ex-primeiro-ministro Silvio Berlusconi afirmou nesta quinta-feira (24) que seu partido, o conservador Força Itália (FI), não dará o voto de confiança ao governo guiado pelo professor e advogado Giuseppe Conte

Aliado de Matteo Salvini, secretário da ultranacionalista Liga e um dos fiadores do premier encarregado, Berlusconi disse, por meio de uma nota, que é “totalmente incompatível” com o antissistema Movimento 5 Estrelas (M5S).

Segundo ele, o programa apresentado pelos dois partidos é “insuficiente para dar uma resposta às necessidades dos italianos”. “Esses primeiros sinais não são encorajadores, então não podemos dar nossa confiança a um governo que leva claramente a marca da ideologia pauperista e justicialista dos ‘grillini'”, afirmou Berlusconi, em referência aos militantes do M5S, fundado pelo comediante Beppe Grillo.

O ex-premier teve uma reunião com Conte nesta quinta-feira, acompanhado por uma delegação do FI, e depois se encontrou com Salvini. A aliança entre M5S e Liga só nasceu após Berlusconi ter autorizado o partido ultranacionalista a negociar com o movimento antissistema sem correr o risco de romper a aliança de direita, que governa regiões como Vêneto, Lombardia e Friuli Veneza Giulia.

(Agência ANSA)