A ajuda será de até 485 euros por mês

Foi aprovada nesta terça-feira (29) a lei que introduz a ‘Renda de inclusão’, algo parecido com a Bolsa Família no Brasil.

O decreto legislativo, aprovado definitivamente pelo Conselho de Ministros da Itália irá ajudar com até 458 euros por mês, cerca de 400 mil famílias, segundo a Ansa.

A partir da nova medida, que vinha sendo discutida pelo governo italiano as 400 mil famílias de baixa renda (cerca de 1,8 milhão de pessoas) terão direito a essa ajuda mensal.

O valor dependerá de cada família

O valor da contribuição irá ser decidido pelo número de integrantes em cada família e também da situação econômica que cada uma vive.

A ajuda, de acordo com a Ansa irá entrar em vigência a partir do dia primeiro de janeiro de 2018 e tem por objetivo combater a pobreza e a exclusão social na Itália.

De acordo com a Ansa, o beneficio só será repassado após a comprovação das informações pessoais e familiares necessárias e da adesão a um projeto de ativação e da inclusão no mercado de trabalho.

A prioridade para o repasse é para as famílias que tenham filhos menores de idade e pessoas acima dos 65 anos de idade que não estejam aposentadas, nem trabalhando.