O técnico da Itália, Roberto Mancini, defendeu no domingo (9) o atacante Mario Balotelli, criticado no país por seu estado físico, na véspera do duelo contra Portugal pela Liga das Nações

“Balotelli pode não ter jogado bem, mas não estava 100% no jogo, isso pode acontecer com qualquer um”, explicou em Lisboa o técnico da Itália, referindo-se à atuação do atacante no amistoso contra a Polônia (1-1), na sexta-feira (7).

“Foi a primeira partida oficial da temporada (da seleção), teremos outros”, continuou.

O atacante do Nice foi convocado por Mancini desde que este assumiu o comando da Azzura. E, segundo as três escalações dos amistosos de junho e o último contra a Polônia, tudo indica que “Super Mario” é visto como o titular do ataque.

Mas, no sábado, Mancini reconheceu que o estado físico de Balotelli era “um problema”, em entrevista à rádio Rai Sport.

À imagem de Balotelli, a Itália busca encontrar um novo rumo para sua seleção, após ficar de fora da Copa do Mundo da Rússia-2018. E o duelo contra a Polônia mostrou quanto trabalho Mancini terá pela frente.

“Encontraremos a fórmula certa para esta Itália, só precisamos de um pouco de paciência. Mas a Itália que queremos ver ainda não existe. Esperamos vê-la em breve” explicou Mancini. “Não precisam se preocupar”, continuou.

O técnico confirmou que o jovem atacante Federico Chiesa jogará contra Portugal, que não terá Cristiano Ronaldo, e que “alguns outros jogadores” também serão substituídos.

(AFP)