Carlo Ancelotti está perto de assumir o comando da seleção italiana, segundo informações da imprensa da Velha Bota nesta terça-feira (24). Segundo o jornal “Corriere dello Sport”, o ex-treinador de Bayern, Real e Milan se encontrou na última segunda com dois altos dirigentes da Federação Italiana (FIGC), Roberto Fabbricini e Alessandro Costacurta.

Já a “Sky Sport” afirmou que ele tem em mãos um contrato de dois anos – num vínculo que iria até a Euro de 2020. O salário seria inferior ao que recebia no gigante bávaro, do qual foi demitido em setembro, e o orçamento da FIGC para o novo treinador e sua comissão técnica é de € 5 milhões (R$ 21,25 milhões) por ano.

Ancelotti, que também comandou Chelsea e Paris Saint-Germain, é um dos medalhões do futebol mundial e conquistou três Ligas dos Campeões em sua carreira, além de títulos nacionais na Itália, França, Alemanha e Inglaterra.

Os outros nomes ventilados pela federação são Roberto Mancini (atualmente no Zenit San Petersburgo), Antonio Conte (do Chelsea) e Claudio Ranieri (do Nantes). A Azzura está sem comando desde a saída de Gian Piero Ventura, demitido em novembro após fracassar em classificar a seleção tetracampeã do mundo para a Copa do Mundo da Rússia. (GE)