Chanceler brasileiro irá para a capital italiana na segunda-feira (13)

Aloysio Nunes, ministro das Relações Exteriores do Brasil, estará nesta segunda com Angelino Alfano.

Segundo o Itamaraty, o objetivo deste encontro é avaliar investimentos e acordos comerciais entre os dois países.

Porém, de acordo com a Ansa, o caso de Ceasare Battisti também deve entrar em pauta.

Battisti hoje vive no Brasil, mas foi condenado por terrorismo e assassinatos na década de 70 na Itália.

O Brasil negou o pedido de extradição das autoridades de Roma.

“No encontro, os ministros passarão em revista os principais temas do relacionamento bilateral, consolidado na parceria estratégica estabelecida em 2007. Discutirão ainda a negociação entre o Mercosul e a União Europeia, à luz dos avanços alcançados na reunião negociadora desta semana em Brasília. Alfano e Aloysio Nunes avaliarão o estado atual do pleito brasileiro para ingresso na OCDE”, informou o Itamaraty.

“Os ministros também abordarão temas multilaterais, tendo em vista a presença da Itália no Conselho de Segurança das Nações Unidas, até o final do corrente ano, e do Brasil no Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas, no triênio 2017-2019, e a colaboração entre os dois países no âmbito da força das Nações Unidas no Líbano”, acrescentou o Ministério.

O próprio governo confirmou que será apresentado ao chanceler italiano a atual situação econômica do Brasil.

Além disso, irá mostrar os avanços dos últimos meses e as oportunidades de investimentos.

Acredita-se que exista cerca de 1,2 mil empresas italianas no Brasil, em diversos setores.

Segundo a Ansa, a Itália é o 9º maior destino de importações e na mesma posição o maior parceiro comercial do País.

Em 2016, foi o 12º maior investidor no Brasil e é a 6º importadora para o Brasil.