Ministro italiano se reuniu com João Doria e FHC

O ministro das Relações Exteriores da Itália, Angelino Alfano, desembarcou na tarde desta quarta-feira (21), Dia Nacional do Imigrante Italiano, na cidade de São Paulo, durante a segunda etapa de sua viagem à América Latina, com o objetivo de melhorar as relações bilaterais entre os dois países.

“A partir da capital econômica deste grande país que eu quero enfatizar a importância estratégica que atribuímos à economia, indústria e cooperação entre Brasil e Itália”, disse o ministro ao chegar no território brasileiro.
Em seu primeiro compromisso no país, Alfano se encontrou com o prefeito João Doria, no qual estavam presentes o cônsul-geral da Itália em São Paulo, Michele Pala, e o embaixador italiano no Brasil, Antonio Bernardini.

A presença de Alfano na cidade “é a base sólida para revitalizar as relações bilaterais. Energia, infraestrutura e agro-indústria, design e economia são áreas de interesse”, escreveu a Farnesina no Twitter.
Logo após, o chanceler italiano seguiu para uma reunião com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso para discutir sobre “a situação atual do Brasil e questões regionais, além das perspectivas para a expansão das relações bilaterais”.

No jantar, Alfano se encontrará com expoentes do mundo empresarial e industrial italiano. Já amanhã, ele irá a Brasília, onde verá seu homólogo Aloysio Nunes Ferreira, o presidente Michel Temer e os ministros do Planejamento Econômico, Dyogo Oliveira, e da Defesa, Raul Jungmann.

Na sexta-feira (23), o chanceler visitará a Fundação Torino, em Belo Horizonte, e inaugurará o novo consulado da Itália na capital mineira, ao lado do governador Fernando Pimentel. No mesmo dia, Alfano fará uma breve passagem pelo Rio de Janeiro, para um jantar com dirigentes de empresas italianas. Colômbia – Ontem (20), Alfano visitou a Colômbia e participou de reuniões com as autoridades locais, incluindo o presidente Juan Manuel Santos. Lá, o chanceler italiano assinou um memorando de entendimento com o ministro de Energia colombiano para reforçar a cooperação no setor. Além disso, ao lado de Santos, Alfano reiterou que “a Itália está fortemente ao lado da Colômbia no processo de paz e desenvolvimento”.

“Eu gostaria de expressar o apoio inabalável ao processo de paz na Colômbia, que estabelece os fundamentos para o seu país crescer e se desenvolver mais. Nossos investidores e empresas estão ansiosos para explorar plenamente as novas oportunidades econômicas e comerciais decorrentes da paz”. (ANSA)