O local é um dos pontos turísticos mais visitados da Itália e passou por uma série de reformas nos últimos anos

Em um novo ato de vandalismo dentro do sítio arqueológico de Pompeia, um grupo de pessoas danificou o afresco de Bacco e Ariadne, localizados em um dos domus fechados ao público, informou a Superintendência da Itália nesta quarta-feira (10).

De acordo com as autoridades, a denúncia foi realizada pelo diretor-geral de Pompeia, Massimo Osanna, que foi informado pelos seguranças do local sobre a desfiguração de uma pequena parte do afresco .

“Nesta tarde um guardião informou à administração um vandalismo em uma casa fechada ao público. Após uma inspeção imediata pelos técnicos do parque arqueológico, o dano a uma porção de cerca de 10 centímetros do pequeno quadrado representando Bacco e Ariadne foi encontrado”, explicou Osanna.

“A pessoa encarregada das escavações, Grete Stefani, apresentou imediatamente uma queixa aos Carabinieri dentro do local. Em seguida, a gerência mobilizou seus restauradores para iniciar os procedimentos de recuperação e restauração. Espero que possamos identificar os responsáveis que cometem esses atos que ferem a Itália e seu patrimônio cultural”, finalizou.

Pompeia é uma antiga cidade do Império Romano que foi completamente destruída pelo vulcão Vesúvio, em 79 d.C., e fica próxima a Nápoles. (ANSA)