Papéis da empresa atingiram o menor valor desde outubro de 2017

(ANSA) – As ações da Fiat Chrysler Automobiles (FCA) na Bolsa de Valores de Milão despencaram 15,5% no pregão desta quarta-feira (25), após a morte do ex-CEO do grupo Sergio Marchionne e a divulgação dos resultados do segundo trimestre.

Ao final da sessão, os papéis da FCA eram cotados em 13,99 euros, menor valor desde outubro de 2017. As ações da holding Exor, que controla o grupo automotivo, também sofreram queda (-3,49%), assim como as da Ferrari (-2,19%) e da CNH Industrial (-0,27%).