A oitava edição do Seminário da Imigração Italiana em Minas Gerais aconteceu com sucesso em Belo Horizonte no período de 28 de maio a 02 de junho, coincidindo com a mais importante comemoração nacional italiana: a “Festa della Repubblica” (02 de junho)

Sediado pela Casa Fiat de Cultura, o evento, transmitido ao vivo pela sua página oficial no facebook e retransmitido pela Comunità, contou com a participação de diversos especialistas italianos e brasileiros referentes a imigração italiana no Brasil, como Stefano Vitali, Coordenador do portal Antenati e Diretor do Istituto Centrale per gli Archivi Sistema Nazionale degli Archivi, Vitor Manoel Marques da Fonseca, historiador e professor do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da Universidade Federal Fluminense, ex-membro do Programa Memória do Mundo (UNESCO) e Cilmar Cesconetto Franceschetto, diretor do Arquivo Público do Estado do Espírito Santo, Idealizador e coordenador do Projeto Imigrantes e Diretor-Presidente da Casa d’Itália do Espírito Santo.

Dividido em cinco dias de minicursos, palestras e seminários gratuitos com traduções simultâneas do italiano para o português, os temas chefes dessa edição foram Iniciação à Pesquisa Genealógica de famílias italianas e Introdução à Metodologia da História Oral.

A programação contou também com as apresentações de Henrique Trindade Abreu, pesquisador do Museu da Imigração de São Paulo e do historiador Thiago Veloso Vitral,  Diretor do Arquivo Público Mineiro, bem como com a sessão de palestras: “Os italianos e o desenvolvimento socioeconômico e cultural de Minas Gerais” e a exposição de pôsteres “Busca pelas Origens: Memória Familiar e História Social”, apresentando trabalhos inéditos que abrangem as principais regiões e cidades de imigração italiana em Minas Gerais como: São João del Rei, Juiz de Fora e Zona da Mata; Varginha, Andradas e Sul de Minas; Itueta e Santa Rita do Itueto, no Médio Vale do Rio Doce.

Além de divulgar novas pesquisas e trabalhos inéditos referentes à presença italiana em Minas Gerais, esta edição teve como objetivo lançar as premissas para a criação de um arquivo virtual da Imigração Italiana em Minas Gerais e de uma rede que possa integrar os diversos arquivos existentes, facilitando consultas e pesquisas e contribuindo para a preservação desta importante parcela do patrimônio histórico e cultural de Minas Gerais, do Brasil e da Itália.

Em vista desse objetivo, uma parte da programação foi dedicada a palestras de especialistas italianos e brasileiros que falaram da importância da preservação dos registros histórico-culturais e apresentaram as experiências de importantes arquivos, italianos e brasileiros.

Como as empresas e institutos Hub Minas Digital, Casa Fiat de Cultura, Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais (Iepha-MG),  Circuito Liberdade e Governo do Estado de Minas Gerais, Portal Itália em Minas Gerais, a Revista Comunità Italiana apoiou a 8° edição Seminário da Imigração Italiana em Minas Gerais.