As autoridades italianas informaram neste sábado (8) que a um extremista checheno foi preso pela Procuradoria de Bari, no momento que estava pronta para “imolar-se” em um ataque na Europa.

Eli Bombataliev, 38 anos, faz parte de um grupo chamado de “Emirado Cáucaso”, responsável por diversos atentados na Chechênia. Ele possivelmente fez parte do jhadistas que combateram pelo Estado Islâmico na Síria, entre os anos de 2014 e 2015. O homem, em uma das conversas grampeadas pelas autoridades italianas, disse “Se amanhã me chamarem para oferecer a mim mesmo, eu vou imolar-me”.

Ele estava preso em Foggia recentemente, tinha conseguido liberdade, mas por causa dos sinais de radicalização, estava sendo monitorado desde sua saída. De acordo com os procurados da Anftimáfia de Bari, ele planejava viajar, provavelmente para a Bélgica, onde realizaria o ataque terrorista.